Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Do meu interesse por Paraty...

Sempre quis conhecer Paraty e nem era por causa da Flip (a agora famosa Festa Literária de Paraty, à qual nunca fui, destaque-se). A vontade era bem anterior e vinha desde os tempos de colégio, quando, aluna relapsa que fui, não pude ir à excursão que o colégio organizou para lá. Estava de castigo, como em tantas outras vezes. Quem mandou não estudar e tirar notas tão ruins? Não, não me orgulho disso...

Depois dessa primeira frustração, estive lá de passagem umas duas vezes, sem nem ter tido tempo de me dar conta de que Paraty vai além de seu centro histórico, tem praias lindas ao redor, cachoeiras, alambiques, além de um charme noturno todo especial. Lembro que uma das vezes foi com uma excursão de ônibus para o Sul, em companhia da minha avó e a "estadia" não deve ter durado sequer uma hora. A outra deve ter sido com meus pais, em alguma das poucas vezes em que estivemos em Angra. Deve ter sido, mas não lembro direito.

No feriadinho de 12 de outubro, porém, tive a oportunidade de viver um pouquinho de Paraty. Com a desculpa de comemorar nossos dois anos de casamento, arrastei o Flávio para uma visitinha à nossa amiga Jaque. Sim, hoje eu tenho uma amiga que vive em Paraty. Ela foi para lá de férias há cerca de seis meses, se apaixonou pelo Diego e acabou ficando. E, bem, parece feliz. Eles vivem no que lá chamam de flat: uma casinha de dois andares com sala, cozinha americana, área e lavabo embaixo; quarto e banheiro em cima.

No cantinho deles, que fica na estrada Paraty-Cunha, há ainda outros flats e uma pousada, tudo da mesma dona (aliás, um amor de pessoa). Ao fundo do terreno, corre o rio, aquele mesmo que subiu na última enchente: o Perequeaçu, se não me engano. Tudo muito bucólico, muito bonito... Amei. E tivemos sorte, porque a chuva que prometia estragar o fim de semana prolongado quase não atrapalhou. Sim, porque é claro que choveria, não é!? Nada pode ser tão perfeito!

Como ando propensa à prolixidade, contarei o passeio aos pedaços. Até porque preciso ganhar tempo para descobrir os nomes certinhos dos lugares que pretendo citar aqui. Já tomei nota de alguns para perguntar à Jaque e, logo, logo, prometo que dou continuidade à narrativa.

Só para dar um gostinho...
Pedacinho de Paraty, vista do mar

4 comentários:

Mariane disse...

Ai, parabéns pelos 2 anos de casamento! Assim eu te perdôo por não estar no Rio quando estavámos aí! Rs!
Mostre-nos as fotos da linda Paraty!
Beijos.

Beatriz Fontes disse...

Pois é, Mari... Foi basicamente por isso que viajamos mesmo. Casamos no dia 11 de outubro de 2007, depois de singelos nove anos de namoro. Mas tomara que vocês de animem a vir para o Rio no feriadinho de Zumbi. Beijos!

Mariane disse...

Ai, Bia, bem que eu queria! Mas agora vou trabalhar de sábado, acredita? Empresas! Mas logo que seja possível iremos sim! Saudade...e que venham muitos anos por aí!
Beijos.

Beatriz Fontes disse...

Ah, que pena... Seria tão divertido se vocês pudessem vir. Nada a ver essa história de trabalhar aos sábados, principalmente quando é feriado na sexta-feira. Isso não se faz! :-)